Social Media e o mundo “controlado” pelas mulheres

Sob pena de um dia me considerarem feminista (não o sou, já o disse e volto a repetir)…

Segundo Johanna Blakley as empresas de comunicação e publicidade ainda utilizam a mesma base demográfica para entenderem o público e alerta para o facto deste ser vez mais difícil de rastrear online. Como estamos numa era em que os media sociais começam a superar os tradicionais e tendo em conta que, diz, há mais utilizadores mulheres do que homens, a investigadora explica quais mudanças futuras esperadas para os media.

Segundo Johanna Blakley, os social media vão ajudar a desmistificar alguns dos estereótipos presentes na publicidade e nos media no que respeita ao género e não tardará muito para que se instale uma “paisagem feminista”.

E sublinha: “Os valores e interesses partilhados valem muito mais do que uma base demográfica que por vezes apenas tem em conta a idade.” Na sua opinião, o entretenimento e os jogos têm um enorme impacte na vida das pessoas, nas suas crenças políticas e na sua saúde. “Se quiserem [as empresas de comunicação] entender o público, saber como se divertem é um bom ponto de partida”, refere.

P.S.: E faz referência ao Mad Men.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: