Sobre mim para vocês :)

Sim. A mensagem de hoje é sobre mim. Apesar de Carla Bruni querer partilhar este dia comigo, hoje é o meu dia. E quem brilha sou eu! E brilho por causa de todas as mensagens e telefonemas que tenho recebido desde ontem à noite, palavras de carinho que me preenchem o ego e que me fazem agradecer, publicamente, a todos aqueles que algum dia, por qualquer motivo, foram e são importantes na minha vida. Por isso, se não quiser ler um rol de pormenores pessoais que não lhe interessam, não continue a ler. É uma dissertação de agradecimento a todas as mensagens que hoje recebi pelos meus 35 Invernos e aproxima-se, e muito, de um discurso por ter recebido um qualquer prémio.  

Por esta altura costumo fazer um balanço da minha vida pessoal e profissional. Este ano, claro, não é excepção. E apetece-me partilhar um pouco de quem sou, do que fiz, do que faço (nem que seja para matar a curiosidade daqueles que fazem pesquisa por “liliana de almeida”)…

Gostei de trabalhar em cafés a servir às mesas. Foi das melhores experiências que tive durante as férias de Verão, desde os meus 14 anos;

Adorei a experiência que tive numa rádio pirata. Foi muito bom enquanto durou. Arrependo-me de não ter aceite o convite para a rádio Press, mas o bichinho da rádio continua sempre no meu coração. Tenho saudades destes tempos…;

Tenho saudades do Porto, da gente do Porto, dos meus amigos, de respirar a maresia. O Porto é a minha cidade natal, onde cresci e da qual guardo grandes recordações da minha vida. Mas não sou bairrista…;

Adoro Lisboa. Esta cidade também tem um significado especial: representa a minha independência, a construção da minha carreira, o estabelecimento da minha família. Lisboa foi a cidade onde encontrei o the american dream português🙂;

Recordo com saudosismo os torneios de ténis em que trabalhei (primeiro como juiz-de-linha, depois como árbitro) especialmente aqueles em que trabalhei no Press Office, lado a lado com grandes profissionais do mundo do desporto. E aqui tenho de prestar um agradecimento ao Hugo Ribeiro. Foi ele com quem me aconselhei na altura em que estava a terminar primeiro curso superior, um momento em que me apercebi que estava verdadeiramente apaixonada pelo mundo do jornalismo e da comunicação. É a ele a quem devo a motivação para ter entrado na Escola Superior de Jornalismo do Porto e que acabou por ser o arranque decisivo na minha carreira. Agradeço-lhe também o facto de ainda hoje, por pura carolice minha, mas com muito amor, me dar a oportunidade de continuar ligada ao mundo do ténis e de colaborar com ele, com o Jorge Gonçalves (o meu ex-chefe do Comércio do Porto) e com toda a organização do Vale do Lobo Grand Champions;

Ainda no desporto, guardo boas lembranças do meu grupo de karate e hoje arrependo-me de não ter apresentado queixa contra a equipa médica que me atendeu e me deu um diagnóstico de um “pé torcido” quando na verdade se tratava de uma rotura de ligamentos. Este mau diagnóstico impediu-me de participar nas competições europeias para as quais estava a treinar e impossibilitou-me de voltar a praticar uma arte marcial que adorava. Peço desculpa aos meus colegas que sofreram com os meus… ataques nos treinos😉 (hehehe);

O Facebook tem sido uma ferramenta fantástica em vários aspectos. A  nível pessoal este ano encontrei colegas das turmas da primária, preparatória, secundária, faculdade (ESJ), Conservatório de Música do Porto, e muitas outras pessoas que passaram pela minha vida. Permitiu reencontros, jantaradas e, muito importante, muitos sorrisos e algumas lágrimas de felicidade! Mas ainda falta muita gente…;

A nível profissional, o Facebook permitiu que renascesse depois de alguns anos “ausente”. Permitiu que participasse nos PR After Work que o Rodrigo Saraiva organizou. Permitiu que conhecesse muita gente válida e que reencontrasse algumas pessoas que me julgavam perdida. Permitiu ainda que estivesse mais perto da comunicação, dos jornalistas, das PR. I’m here, alive, and kicking!;

Balanço final: um ano muito positivo e estável. Cada dia que passa tenho a certeza de que todas as opções que tomei, boas e más, foram decisivas na minha vida e ajudaram no meu crescimento enquanto pessoa e profissional. Se me sinto feliz, se irradio felicidade (e quem me conhece, sabe do que falo) devo-o ao facto de me sentir grata por fazer aquilo que gosto, por estar rodeada de amigos e de pessoas muito válidas, por sentir que sou útil.

E desculpem qualquer coisinha, mas tenho de agradecer a duas pessoas: ao meu marido e à minha filha. Num ano turbulento, com um mestrado misturado com a vida profissional e com a vida pessoal, por vezes na conjugação de todos os factores foram eles quem mais sofreram com a minha ausência. E a eles, por eles, tudo. São a minha paixão e a minha essência.

As tendências da profissão serão alvo de uma nova mensagem a publicar em breve.

A todos, votos de Boas Festas, na esperança que 2011 seja um ano repleto de muitos e bons desafios!

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: