Sobre as ideologias profissionais…

Todas as ideologias profissionais são nobres: os caçadores, por exemplo, nunca sonhariam em se denominar carniceiros da floresta, afirmando, pelo contrário, a sua condição de legítimos amigos dos animais e da natureza; do mesmo modo, os comerciantes defendem o princípio do lucro honesto e os ladrões, por sua vez, adoptaram como seu o deus dos comerciantes, o distinto promotor das relações internacionais, Mercúrio. Não adianta muito, por isso, acreditar na imagem que uma determinada actividade assume na consciência daqueles que a exercem.

Robert Musil in ‘O Homem sem Qualidades’

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: